Planos da 5ª temporada e morte de Cori


Cory Monteith, Lea Michele e o produtor Ryan Murphy. Crédito: Getty Images


Com o anúncio de que a produção da 5ª temporada de Glee não atrasaria muito para começar — possibilitando, assim, a estreia da nova temporada na TV apenas uma semana depois do previsto — muitos fãs ficaram preocupados em ser cedo demais para o retorno ao trabalho de todos aqueles que ainda estão de luto pelo colega de elenco Cory Monteith (Finn), que veio a falecer no último dia 14, por overdose de heroína e álcool.



Lea Michele e Cory Monteith em janeiro de 2012. Crédito: Getty Images


Decisão do elenco e de Lea Michele

Em uma entrevista bastante reveladora ao Deadline, o principal produtor de Glee, Ryan Murphy, garantiu que esta decisão de já voltar ao trabalho nos próximos dias foi tomada pelo próprio elenco e especialmente por Lea Michele (Rachel), namorada do ator.

"Todas as possíveis opções foram exploradas, e o que fizemos foi olhar para as pessoas que amavam Cory, que mais trabalhavam com ele, e especificamente Lea. Isso é o que eles querem fazer”, garantiu Murphy sobre o rápido retorno ao trabalho, garantindo que esse foi um sentimento geral nos bastidores.


Episódio em homenagem a Finn

"Vamos começar a filmar no fim de agosto os dois episódios que já estão escritos, para que as pessoas possam ir fisicamente ao trabalho”, revelou Murphy. "Então vamos fazer um episódio que vai lidar com a morte do personagem de Finn e este será seguido de um longo hiato”.

E, por enquanto, não parece haver muito definido a partir daí: "Não sei exatamente quando vamos voltar [depois desses três episódios], e estamos tentando fazer o melhor para conter os estragos. Estamos planejando um memorial para o elenco e a produção nesta semana nos sets da Paramount”.

O episódio em tributo a Finn será escrito por Murphy e pelos cocriadores de Glee, Brad Falchuk e Ian Brennan, como não poderia deixar de ser. No entanto, o produtor diz que ainda é muito cedo para dizer como o episódio será. Por enquanto, apenas foi revelado que os dois primeiros episódios da quinta temporada serão uma homenagem aos Beatles.


Luto nos bastidores



Elenco de Glee comemora as 300 músicas apresentadas na série em outubro de 2011. Crédito: Getty Images


Murphy revelou que não houve pressão da emissora para se tomar alguma decisão específica sobre o futuro de Glee: "A decisão foi deixada para nós sobre o que fazer. Cancelamos, paramos a série? Voltamos em dezembro ou janeiro?”, relembra o produtor. Por fim, ele reafirma que a decisão de voltar em breve foi baseada no que as pessoas que mais eram próximas de Cory queriam.

"Eles queriam estar de volta aos sets, onde há um sentimento de segurança, onde eles podem ficar de luto juntos e falar sobre ele”, disse Murphy sobre quem era mais próximo do intérprete de Finn. "Quando [as filmagens voltarem], vamos ter conselheiros especializados em luto pelas duas primeiras semanas para ajudar a todos no processo.”



Elenco de Glee posa para a imprensa na estreia de "Glee The 3D Concert Movie" em agosto de 2011. Crédito: Getty Images


Sobre os rumos da temporada, com esta longa pausa que está sendo programada, ainda há muita incerteza no ar: "Teremos uma temporada truncada? Eu simplesmente não sei ainda”, desabafou Murphy.

"Lea abençoou cada decisão. Eu disse a ela que não sei o que fazer. Eu não sei como escrever sobre a morte de alguém que amo. Ela queria que as pessoas ficassem juntas”. E completa: "Lea tem sido uma líder durante todo esse processo difícil”.


Revelações sobre a dependência do ator

Na entrevista, Murphy revela seu papel na luta de Cory Monteith em ficar longe das drogas. "Cory não era apenas um ator em uma de minhas séries, ele era importante para mim, e eu estava investindo muito em sua sobriedade”.

O produtor chega a revelar que, quando soube dos problemas que o ator tinha com as drogas e de uma possível recaída antes do fim da quarta temporada de Glee, foi ele quem organizou uma intervenção com o objetivo de colocá-lo o mais rápido possível na reabilitação, em março, mesmo antes de terminarem de filmar todos os episódios. E, de fato, Cory não apareceu nos episódios finais da quarta temporada para tratar de sua dependência.



Cory Monteith deixa família, amigos e fãs com uma história que pode servir de alerta para outros jovens. Crédito: Getty Images


"Ele disse que queria terminar o resto da temporada e eu disse que absolutamente não. Não iríamos colocar uma série de TV estúpida na frente de sua sobriedade. Eu lhe assegurei que ele não estava demitido, que seu emprego estava assegurado e que ele iria [para a reabilitação] naquele dia”, revelou o produtor.

Segundo Murphy, Cory saiu dessa conversa feliz por haver pessoas preocupadas com sua saúde e, ao mesmo tempo, envergonhado e arrependido pela recaída, mas com vontade de mudar.


Uma oportunidade para Glee

O terceiro episódio da nova temporada será em homenagem a Cory Monteith, cuja tragédia poderá servir de alerta para outros jovens: "Uma das coisas mais gratificantes de Glee é que quando a série dá o seu melhor, ela ajuda os jovens e lhes dá informações sobre a condição humana, de maneira que lhes comove e informa”, disse o produtor.

"Talvez a maneira como lidaremos com essa tragédia pode salvar a vida de alguém”, completa.
Adicionado por: Carol | Data: 2017-12-15 | Comentários 0

Total comentários: 0

Adicione seu comentário

avatar